top of page

Dom Pedro II: sua voz foi gravada?

Existe uma história que é muito compartilhada, de que o pesquisador José Murilo de Carvalho e a historiadora Lilia Schwarcz vão lançar um livro que contém um CD de cera que reproduz a voz do Dom Pedro II.


Ainda falam que as gravações foram feitas pelo próprio Graham Bell, que foi o inventor do telefone.


Então vamos lá.


Sim, é verdade que o Dom Pedro II conheceu o Graham Bell e eles se aproximaram, em uma visita do imperador a escola de Surdos e Mudos.


Depois eles se reencontraram na feira da Filadélfia onde Dom Pedro II chegou a testar a grande invenção de Bell, que era o telefone.


Porém naquele momento a invenção estava no início, e por mais que fosse promissora, ela mal conseguia fazer as pessoas se comunicarem à distância, quem dirá gravar.


Então não há registro de tal gravação.


Segundo, os dois historiadores citados como autores do livro, negam tal coisa. Assim, essa história não passa de mais uma daquelas inventadas sobre o Império.


Mas aí você pode me perguntar, como era a voz de Dom Pedro II?


Bom, mesmo sem gravação, é possível responder por conta de registros. Apesar de alto, barbudo e parecer um viking, a voz de Dom Pedro II era fina e estridente.


Isso está presente em suas principais biografias. Como por exemplo o livro Nas Barbas do Imperador da Lilia Schwartz:


“o semblante sério e compenetrado pouco combinava com a fisionomia jovem, e a voz fina”


Schwartz, Lilia Moritz. As barbas do Imperador. D. Pedro II, um monarca nos trópicos. 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2004. p.96


E se você gosta de História e que escapar de informações falsas, acompanhe os textos aqui no Blog.

Luiz Ottoni Graduado em História pela UFMG e criador de conteúdo

26 visualizações0 comentário

Kommentare


Post: Blog2_Post
bottom of page